9 de abr de 2014

Cão detecta câncer na dona através do olfato

Cão detecta câncer na dona através do olfato
Em 2008 Maureen estava preocupada com a saúde de seu cão, um Red Collie chamado Max que na época tinha nove anos e meio de idade. Normalmente ativo e brincalhão, de uma hora para outra ele passou a apresentar um comportamento tristonho, aproximava-se da dona e se deitava aos seus pés ou no seu colo. Maureen começou a se preparar para o pior quando notou um outro comportamento diferente em Max: ele tocava seus seios gentilmente com o focinho e se afastava em seguida, desolado. Ela já tinha notado um pequeno nódulo no seio, mas como a última mamografia não havia apontado nada de errado, Maureen presumiu que estava tudo bem. Porém, o comportamento esquisito de Max a fez voltar ao hospital para refazer os exames, que mais uma vez foram inconclusivos. Somente com uma biópsia foi possível constatar que de fato Maureen estava começando a desenvolver um câncer de mama, já detectado pelo olfato de Max. Ela foi operada e o tumor, que graças a Max ainda estava em sua fase inicial, foi totalmente extraído. Quando Maureen voltou para casa, Max retomou o seu comportamento alegre e brincalhão tão logo a cheirou e notou que a saúde da dona estava restabelecida.

Hoje já se sabe que a maioria dos cães, como Max, é capaz de identificar a presença de células cancerígenas através do olfato, uma vez que as mesmas possuem elementos químicos voláteis. Por conta disso, há laboratórios que submetem amostras de urina dos pacientes ao teste do olfato canino para ajudar o diagnóstico precoce de tumores. Além de câncer, também já foi constatado que os cães conseguem perceber quando um diabético está com o nível de açúcar muito baixo, o que pode levar a uma crise de hipoglicemia com péssimas consequências.
  Alguma dúvida ainda de que o cão é o melhor amigo do homem? [via]

Pin It

Nenhum comentário: