31 de jan de 2013

Dave Brubeck contra o comunismo

Em 1958, Dave Brubeck (1920/2012), a serviço do governo norte-americano na Guerra Fria, levou seu quarteto para fazer 12 apresentações em sete cidades diferentes na Polônia, à época dominada pelo comunismo. Os shows foram praticamente secretos, para não chamar a atenção do regime comunista. Ao final de um dos shows, o anfitrião polonês brindou dizendo "Quero que vocês saibam que nós poloneses amamos a liberdade tanto quanto vocês americanos. Obrigado por terem vindo". Essa história é contada pelo próprio Dave Brubeck nesta entrevista que ganhou uma animação muito bacana, gravada em 2008, quando ele tinha 87 anos. Na segunda parte da entrevista, Brubeck também comenta que chegou a se apresentar três vezes na Rússia, mas que foi obrigado a parar de voltar à URSS porque foi informado de que o governo comunista perseguiria todas as pessoas que fossem aos seus shows, impedindo-as de trabalhar e estudar.

[via]

Abaixo, uma dessas raras apresentações que Dave Brubeck fez em um conservatório de música em Moscou, na década de 1980. Se assisti-lo tocar ao vivo deve ter sido fantástico mesmo para nós, que já há algum tempo nos desvencilhamos de uma ditadura militar sem nenhum tipo de restrição à influência norte-americana, imaginem a alegria dessas pessoas, cerceadas de todas as maneiras pelo regime comunista! E a coisa fica ainda mais emocionante porque Brubeck toca uma canção popular russa e é acompanhado de surpresa por um jovem violinista russo.



Pin It

Nenhum comentário: