6 de dez de 2011

Retrato do pai com 3 milhões de pontinhos

Miguel Endara pegou uma folha de papel (28 x 43 cm), lápis, régua e, principalmente, uma caneta Micron 005 para desenhar, com 3 milhões e duzentos mil pontos, o rosto de seu pai. O retrato já não seria convencional de todo modo, mas para ficar ainda mais original, Endara representou o rosto do pai como se ele tivesse sido escaneado. Incrível. 

[via]

Hero, por Miguel Endara
Veja outro trabalhos de Miguel Endara.

Pin It

Nenhum comentário: