Pular para o conteúdo principal

Grandes pensamentos filosóficos - 4

1. Os caras da Nextel  fizeram algo surpreendente: se superaram no quesito "somos chatos pra caramba". Além dos usuários dessa bagaça ficarem falando como se estivessem no falecido pregão da Bolsa, agora os garotos propaganda deles são a personificação da prepotência. Aliás, tem ao menos 4 coisas na vida que eu tenho certeza que nunca farei: abrir uma conta no Citibank, contratar novamente qualquer serviço da Telefonica e comprar um Nextel. A 4ª é de foro íntimo. Bem íntimo.

2. Falando ainda sobre prestadores de serviço, gostaria muito de conhecer, graças a uma espécie de curiosidade mórbida, o call center de uma dessas grandes empresas, tipo Net, Claro, AES Eletropaulo etc. Deve ficar um funcionário sentado praticamente no colo do outro, cada qual atendendo a uma ligação diferente. Outro dia tive o desprazer de precisar falar com essa turma e parecia que estava numa conference call com 1 milhão de pessoas falando ao mesmo tempo. Tive que desligar e começar toda via crucis outra vez, porque eu não estava conseguindo ouvir a minha própria voz, sem exagero.

3. E o recall da Toyota foi batizado no Brasil de Campanha de Chamamento Preventiva! Acho o fim da picada esta pseudo "preservação da língua pátria". Qual o problema de usar recall?! Se existisse uma única palavra em português que significasse exatamente a mesma coisa que recall, tudo bem. Mas não existe!  E quem não sabe o que é recall muito provavelmente também não faz idéia do que vem a ser Campanha de Chamamento Preventiva. Aliás, na minha cabeça deveria ser Campanha de Chamamento Preventivo ou Campanha Preventiva de Chamamento, mas isso é o de menos. A maior prova de que esses caras são somente um bando de chatos metidos sabichões é que nenhum deles, "puristas defensores do vernáculo", fala luminária coberta por cúpula ao invés de abajur ou homem que se veste de mulher em vez de travesti.


4. Na semana retrasada tive que fazer aquela prova de Direção Defensiva para renovar minha carteira de motorista. Na véspera da prova, à noite, dei uma lida de 15 minutos numa apostilinha que meus sogros me emprestaram e tive um acesso de riso, daqueles incontroláveis, ao ler as alternativas de um simulado que havia no final da publicação. Ri especialmente com a segunda alterntiva, mas a primeira também é sensacional!

Você está só e depara-se com uma vítima que não tem movimentos respiratórios e nem pulsação. Nesta situação você:
Verifica se a vítima está fria ou quente.
Chama o serviço de verificação de óbitos.
Inicia imediatamente manobras de reanimação cardio-pulmonar.
Procura um telefone chamando o resgate.
Verifica os documentos da vítima e chama a família.

Comentários