Pular para o conteúdo principal

Racing (URU) 0 X 2 Corinthians


O Corinthians se comportou bem no1º tempo, considerando-se que atuava fora de casa. Dentinho marcou aos 18 minutos aproveitando rebote da zaga depois de um cruzamento rasteiro pela esquerda de Roberto Carlos. Aliás, os dois foram os principais jogadores em campo. Aos 38 minutos, o mesmo Dentinho fez uma jogada digna de Garrincha (ou Canhoteiro, pois foi na ponta esquerda) e centrou na cabeça de Danilo, que desperdiçou a oportunidade de ampliar o marcador.

O Racing, que está debutando em Libertadores, mostrou-se uma das equipes mais inócuas da face da Terra, em todos os sentidos. Até o final da primeira etapa tinha cometido somente uma falta, o que para um time uruguaio chega a ser vergonhoso, e não criou uma única chance de gol, garantindo a tranquilidade do 3º goleiro alvinegro Julio Cesar, que não teve trabalho algum.

Diante de tamanha "cordialidade", o natural seria que a equipe paulistana voltasse para o 2º tempo com o intuito de marcar ao menos mais um ou dois gols, garantindo assim a vitória e a primeira colocação do Grupo 1. Mas não foi o que aconteceu. A exemplo de inúmeras outras partidas, inclusive algumas desta própria Libertadores, Mano Menezes recuou a equipe e deixou o Racing jogar. Se pretendia aproveitar-se dos contra-ataques, a estratégia esteve longe de dar certo, pois o Corinthians não conseguia acertar mais do que dois passes seguidos na transição para o meio-campo. Além disso, Ronaldo fez sua pior partida com a camisa do Timão, que jogou com dez enquanto ele esteve em campo (foi substituído por Jorge Henrique na metade da 2º etapa).

O Racing dominou completamente o jogo a partir daí e só não marcou porque de fato é uma equipe muito fraca. Ou seja, o que deveria ser um passeio no parque transformou-se em 40 minutos de sufoco. Mas como a velha máxima do "quem não faz, toma" é fatal, no final da partida Elias anotou o segundo gol de cabeça, recebendo passe na medida de Jucilei pela direita, num contra-ataque meio sem vergonha de tão lento.

Com o resultado, o Corinthians conquistou a primeira colocação do Grupo 1 e a classificação para as oitavas, que é quando o torneio começa de verdade. Se vencer o Independiente de Medelin no próximo dia 22, garantirá a melhor campanha dentre todos os participantes da fase de classificação e o direito de sempre decidir em casa todos os confrontos eliminatórios até o final da competição.



Ficha Técnica (Fonte: Uol)

Racing
Contreras; Brasesco, Hernández, Pallas e Tejera; Cazulo (Barrientos), Veja (Lopez), Ostolaza e Mirabaje; Quiñónez (Reyes) e Cauteruccio
Técnico: Juan Verzeri

Corinthians
Julio Cesar; Moacir, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Danilo (Paulo André); Dentinho (Iarley) e Ronaldo (Jorge Henrique)
Técnico: Mano Menezes

Data: 14/04/2010, quarta-feira
Local: estádio Parque Central, em Montevidéu (URU)
Árbitro: Hector Baldassi (ARG)
Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Hernán Maidana (ARG)
Cartões amarelos: Tejera (RAC); Moacir, Jorge Henrique (COR)
Gols: Dentinho, aos 18min do primeiro tempo; Elias, aos 42min do segundo tempo

CLUBE PG J V E D GP GC SG %
1 Corinthians (BRA) 13 5 4 1 0 8 3 5 86
2 Racing (URU) 7 5 2 1 2 4 5 -1 46
3 Independiente (COL) 6 5 1 3 1 3 3 0 40
4 Cerro Porteño (PAR) 1 5 0 1 4 3 7 -4 6

Comentários