Pular para o conteúdo principal

Santos 2 X 1 Corinthians

O Corinthians jogou com o que tem de melhor, ao menos em tese, e escapou de virar o primeiro tempo perdendo por 2 ou até 3 a zero. O que só não aconteceu porque Felipe até pênalti defendeu. A zaga do Timão tem estado irreconhecível. Se nunca foi rápida, ao menos era bem posicionada, entrosada e segura. Em 2010, pelo menos até agora, parece que Chicão e William entraram em pane. Mas o resto do time também esteve irreconhecível, todos reclamando excessivamente da arbitragem e na grande maioria das vezes sem razão alguma. Futebol, que é bom, nada.

No segundo tempo a coisa melhorou um pouco, mas logo depois de Dentinho marcar duas expulsões (Moacir e Roberto Carlos) praticamente acabaram com as chances de reação. Mesmo assim, no final da partida Tcheco, sozinho, a 1,5m do gol completamente vazio, cabeceou para fora... ê, laiá...

Roberto Carlos está bem fisicamente e tem demonstrado garra, mas parece que esqueceu toda a sua experiência em Madrid ou Istambul. É verdade que os dois cartões amarelos recebidos por ele foram discutíveis, mas ambos poderiam ter sido evitados. Se o jogo de ontem fosse um mata-mata de Libertadores, teria os ingredientes presentes nas últimas eliminações do Corinthians: pouco ou nenhum futebol com nervosismo em excesso.

Foi a segunda derrota em 2010 (a primeira havia sido para a Ponte Preta), mas do jeito que a coisa anda outras virão em breve. A não ser que o Mano "troque o pneu com o carro andando", esse time não ganhará nada no Centenário.

Comentários