Pular para o conteúdo principal

Independiente (COL) 1 X 1 Corinthians

O Corinthians foi a Bogotá para empatar e conseguiu. No sufoco, diga-se de passagem, só para variar. Sufoco desnecessário, pois o time colombiano, mesmo jogando em casa, demonstrou ser bastante frágil.

Se o Mano Menezes não tivesse escalado 8 jogadores dedicados exclusivamente em marcar, muito provavelmente voltaria ao Brasil com os 3 pontos. A criação de jogadas ofensivas ficou a cargo de Danilo, bastante apagado, Jorge Henrique e Ronaldo, que foi um a menos. Felipe fez pelo menos duas grandes defesas e Roberto Carlos melhorou um pouco, se comparado às partidas anteriores.

Somente com a entrada de Dentinho no lugar de Danilo aos 15 minutos do 2º tempo, é que o Corinthians começou a freqüentar a área adversária com algum perigo. E, por incrível que pareça, a substituição do irreconhecível Fofômeno pelo Souza aos 28 minutos, fez o time render mais.

O gol do Independiente foi marcado logo em seguida por Valoyes, em impedimento desses que só se nota em replay e olhe lá. Recebeu uma bola dentro da área e teve todo o tempo do mundo para virar e chutar a gol, coisa inadmissível em zaga de time aspirante a campeão.

Já o gol de empate, aos 39 do 2º tempo, foi mérito individual de Dentinho, que acertou um belíssimo chute de fora da área e a cada dia que passa demonstra que deveria ser titular. Daí pra frente, ao invés de tentar a virada, a equipe alvinegra só embromou, esperando o final do jogo.

Considerando-se a lógica de que empatando fora e ganhando em casa qualquer clube se classifica para as oitavas, o resultado foi bom. Mas novamente o Corinthians não apresentou um bom futebol, além da situação do Ronaldo, claramente desmotivado por ter a certeza de que não vai à Copa, preocupar. Ser campeão da Libertadores já não é fácil. Com o Souza lá na frente, será impossível.

Ficha técnica (Fonte: Futbolred.com)

Estadio: El Campín de Bogotá
Asistencia: 25.000 personas aproximadamente
Árbitro: Sergio Pezzota - Argentina
Asistente No. 1: Ariel Bustos - Argentina
Asistente No. 2: Alejo Castany - Argentina
Cuarto árbitro: Ímer Machado - Colombia

Independiente Medellín: Aldo Bobadilla; Ricardo Calle, Anselmo de Almeida, Leiton Jiménez, Juan Valencia, Luis Carlos Arias, Juan Esteban López, Juan Esteban Ortíz, Nelson Barahona, Felipe Pardo, Edison Giménez. Entrenador: Leonel Álvarez.

Cambios: Tressor Moreno por Giménez (57'), Cesar valoyes por Barahona (69'), César Rivas por Felipe Pardo (86').
Amonestados: Ortíz (13')
Expulsados:
Goles
: Valoyes (76')

Corinthians: Felipe; William, Chicao, Jusilei y Roberto Carlos; Ralf, Elías, Marcelo, Danilo; Jorge Henrique y Ronaldo. Entrenador: Mano Menezes.

Cambios: Dentinho por Danilo (60'), Souza por Ronaldo (74'), Moraes por Mattos (85').
Amonestados: Marcelo Mattos (18'), Jusilei (21')
Expulsados:
Goles: Dentinho (84')

A classificação do Grupo 1, após a segunda, rodada ficou assim:
CLUBE PG J V E D GP GC SG %
1 Corinthians (BRA) 4 2 1 1 0 3 2 1 66
2 Racing (URU) 3 2 1 0 1 3 3 0 50
3 Independiente (COL) 2 2 0 2 0 2 2 0 33
4 Cerro Porteño (PAR) 1 2 0 1 1 2 3 -1 16

Confrontos da próxima rodada
17/03: Cerro Porteño (PAR) X Corinthians (BRA)
18/03: Independiente (COL) X Racing (URU)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A gota d'água entre Benja e Portuga

Desde 2003 ouço no final da tarde com certa regularidade o programa Estádio 97, da rádio Energia 97 (97.7 FM), que está no ar de 1999. Ideal para quem gosta de futebol e pega o trânsito caótico de São Paulo. Para quem não conhece, o programa tem vários integrantes que mantém uma conversa bem descontraída por duas horas e meia de segunda a sexta-feira (das 18:00 17:30 às 20:30 20:00), cada um defendendo o seu clube do coração. Além da descontração, volta e meia surge algum furo interessante ou uma ótima entrevista, pois quase todos são bem informados e relacionados.
Há alguns meses notei que dois dos integrantes não estavam mais dirigindo a palavra um ao outro durante o programa. No começo achei que era só coincidência, mas depois vi que a coisa era pra valer mesmo: Benja (Benjamin Back) e Portuga (Gilberto Rodriguez) não se falam.  Sempre deu para perceber que o relacionamento entre os dois não era tão bom quanto o mantido por eles com o resto do pessoal, mas não trocarem um único &q…

Conselho de amigo sobre verrugas (imagens chocantes)

Há uns dois anos começaram a aparecer umas verrugas na minha mão, mas não dei a menor bola. Afinal, eram minúsculas e a metrossexualidade passou longe da minha pessoa. Nunca fiz as unhas (aliás, a Cristal Nails deve está com saudades de você, Paulão!), limpeza de pele ou outrasboiolagens outros tratamentos estéticos do gênero. Tomo banho quase todos os dias (no inverno, às vezes, - frise-se o às vezes -  eu falto mesmo) e faço a barba com relativa frequência para cumprir convenções sociais e porque quando cresce além de um certo ponto coça pra caramba.

Ocorre que as malditas começaram a aumentar bastante ultimamente e acabei tendo que ir a um dermatologista pela primeira vez na vida, ao 37 anos de idade. Consultei o meu convênio e marquei uma consulta na clínica mais perto de casa. Mulheres esperando para fazer aplicação de botox, adolescentes todos esfolados por peelings e eu lá, com as minhas verrugas. Para tranquilidade e divertimento da Lá, dentre todas as médicas loiras bronzeadas…

Recebeu um boleto do Anuário de Marcas e Patentes?

O Cortissa interrompe sua programação leve e descontraída para prestar um serviço de utilidade pública.
Se você recebeu um boleto para "renovação imediata no Anuário de Marcas e Patentes" (sic) como o reproduzido abaixo e está na dúvida se deve pagá-lo, está no lugar certo.
Ao contrário do que alguém na correria do cotidiano pode pensar num primeiro momento, este "Anuário de Marcas e Patentes" não tem nada a ver com o registro da sua marca junto ao INPI e se o boleto não for pago você e sua empresa não sofrerão prejuízo algum. Muito pelo contrário.
O "serviço" oferecido em contrapartida ao pagamento do boleto, na verdade, é a divulgação dos dados da sua empresa em um suposto anuário, que muito provavelmente não existe. E, se existe, certamente não vale a pena desembolsar quase R$ 200,00 para fazer propaganda num veículo absolutamente desconhecido em todo o Brasil. 
Os termos "renovação" e "renovação imediata" são empregados apenas par…