Pular para o conteúdo principal

Impressões sobre o Brasileirão 2009


Parabéns ao Flamengo, que ganhou na bola. Hexacampeão, com todos os méritos.



O São Paulo não levou desta vez, mas chegou em 3º, se classificou para a Libertadores 2010 e disputou o título até a última rodada, mesmo que só na matemática. Considerando-se que tinha sido tri-campeão em 2006, 2007 e 2008 e que trocou de técnico no meio da competição, mandou bem.


Com uma campanha no 2º turno excepcional, embora permeada por alguns tropeços, o Cruzeiro (4º) roubou a vaga para a Libertadores do Palmeiras na última rodada e salvou o ano. Além disso, terminou o campeonato na frente do arqui-rival Atlético-MG, que esteve na liderança por várias rodadas e no final acabou com um medíocre 7º lugar.


Palmeiras (5º) ... ô Palmeiras... é um caso sério. Merece um post à parte.




 O Avaí, que terminou em 6º lugar, à frente de muito time experiente na divisão de elite, foi a grata surpresa do campeonato. Com um elenco medíocre e um técnico promissor (Silas), chegou a brigar pela vaga na Libertadores, coisa que equipes como Santos, Grêmio, Botafogo e Fluminense nem sonharam. Vejamos se em 2010, sem o Silas, a coisa continua na mesma toada. Infelizmente, acho que vai degringolar.


A campanha do Corinthians (10º) foi uma tragédia. De time candidatíssimo ao título, passou a mero figurante já no meio do torneio, com direito ao técnico dizer que “jogou a toalha”. Lamentável, ridículo, patético! Uma das maiores folhas de pagamento do Brasil, se não for a maior, vadiando meio ano na competição mais importante do país! E ainda chegou a flertar com o rebaixamento...


O Santos (12º) acabou o campeonato a 4 pontos da zona de rebaixamento e a 13 do 4º lugar. Ou seja, campanha medíocre, semelhante à de 2008. Mas o agravante é que desta vez o Peixe tinha uma folha de pagamento altíssima, a começar pelo banco, com o Luxa e sua entourage, passando por Kleber Pereira, Léo, Emerson e Cia. Muito pouco para o Santos. Vejamos se o novo presidente vai mudar essa história ou se será outro Belluzzo....


O Botafogo (15º) passou o campeonato inteiro rondando a zona do rebaixamento e só se safou na última rodada. Estevão Soares deixou o Barueri na mão no meio do torneio para “fazer nome” no Rio de Janeiro e não conseguiu nada além do que o Botafogo tem feito nos últimos anos: se segurar aos trancos e barrancos na 1ª divisão ou, se muito, pegar uma vaguinha na Sulamericana. O pior é que tudo indica que veremos mais do mesmo nos anos vindouros.


 Já disse o que tinha para falar sobre o fantástico Fluminense (16º) num dos posts abaixo. Fico só imaginando como seria o campeonato se o time tivesse conseguido manter esse padrão desde o início. Provavelmente seria campeão com algumas rodadas de antecedência.


Desde o início do campeonato vejo neguinho elogiando esse time do Coritiba (17º), mas nunca consegui encontrar absolutamente nada de especial. Time desorganizado, sem esquema tático, adepto do “bumba-meu-boi” e extremamente dependente da inspiração do Marcelinho Paraíba e dos gols raçudos do tal Ariel. Um Santo André (Marcelinho Carioca/Nunes) ligeiramente melhorado. Não é por acaso que os dois caíram.


 O futebol tem coisas malucas, quase inexplicáveis. Como o Sport (20º), uma equipe campeã da Copa do Brasil em 2008, que disputou a Libertadores esse ano e engrossou várias partidas jogando dentro e fora de casa, consegue meses depois ser rebaixada para a 2ª divisão com várias rodadas de antecipação, tendo somado míseros 31 pontos?! Não sei, só sei que eu ri pra caramba!

Comentários