Pular para o conteúdo principal

Seria Ferris Bueller o irmão mais velho de Tyler Durden?

Rola na internet uma tese de que a trama do filme Clube da Luta seria basicamente a mesma de Curtindo a Vida Adoidado, clássico do universo adolescente dos anos 80. Se você não viu algum dos dois filmes, primeiramente bem-vindo à Terra e "segundamente" pare de ler agora se não quiser saber como eles terminam.

Cameron seria o personagem vivido por Edward Norton (que no Clube da Luta, não tem nome! - aliás, tem uma “gravura” dele “fixada” na cortiça aí em cima), Tyler Durden (Brad Pitt) seria Ferris Bueller (Matthew Broderick), e Marla (Helena Bonham Carter) seria Sloane (Mia Sara), a namorada de Ferris.





Ferris Bueller na verdade nunca existiu, é produto da cabeça de Cameron, um adolescente reprimido, deprimido e com um péssimo relacionamento com os pais. Ferris Bueller é tudo o que Cameron sempre quis ser, principalmente no que se refere ao relacionamento dele com Sloane.

Um dia, quando Cameron está doente, de cama, "deixa" Bueller pegar a Ferrari de seu pai e os três, Ferris, Cameron e Sloane, saem por Chicago fazendo dezenas de coisas incrivelmente divertidas em apenas um dia, sempre seguindo os passos de Bueller.



Na verdade Cameron estaria sozinho na Ferrari, imaginando tudo, o que explicaria como eles conseguiram fazer tantas coisas em um só dia. No final, Cameron destrói a Ferrari do pai (sem querer, é verdade) , o que o obriga a finalmente confrontá-lo. Enquanto isso, Ferris Bueller se manda e, como bom personagem imaginário, sai completamente ileso de todas armações em que se meteu durante o dia.

Já no Clube da Luta a separação do amigo imaginário é bem mais hardcore: o personagem de Edward Norton dá um tiro na própria cabeça para matar Tyler Durden e consegue finalmente “retomar o controle” de si mesmo.

Enfim, obviamente um filme não tem nada a ver com o outro, mas achei no mínimo curiosa a comparação. A única verdade por trás disso tudo é que Ferris Bueller e Tyler Durden são dois dos personagens mais cool do cinema.

Vi no Haznos (Favoritos).

Comentários